Biólogo conta situação de animais no Instituto Royal

Sérgio Greif, que é contrário à experimentação animal, esteve no Instituto Royal em visita agendada a convite do Ministério Público
Experimentação animal
Experimentação animal Wikimedia / CC

O programa Amazônia Brasileira conversou nesta terça-feira (22) com o biólogo Sérgio Greif, considerado uma das maiores autoridades quando o assunto é o combate às práticas de maus-tratos e experimentos com animais. Sérgio Greif foi uma das poucas pessoas autorizadas a entrar no Instituto Royal, em São Paulo, para avaliar a situação em que se encontravam os animais utilizados em pesquisas. A visita foi feita a convite do Ministério Público, antes da polêmica da última semana, quando ativistas entraram no local. Sérgio Greif narra o que encontrou no Instituto Royal e ressalta que sua visita foi agendada, o que, segundo ele, poderia ter dado a oportunidade de o instituto apresentar apenas o que fosse de interesse.
 
O biólogo fala sobre a incompatibilidade que existe entre as leis brasileiras voltadas aos direitos dos animais, uma vez que há as que garantem a proteção, mas, ao mesmo tempo, há também uma lei que permite que eles sejam alvos de testes para fins econômicos, o que, na opinião de ativistas, poderia ser caracterizado como tortura. O biólogo questiona ainda a falta de transparência em relação a esses laboratórios de testes não só sob o ponto de vista da questão animal, mas também pelo fato de receberem recursos públicos. 
 
O Amazônia Brasileira vai ao ar, na Rádio Nacional da Amazônia, de segunda a sexta às 8h (horário de Brasília). Acompanhe também o nosso facebook e nosso twitter.  
 
 

Beth Begonha
em
22/10/2013 - 12:30
atualizado em
22/10/2013 - 14:28