Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Comédia dramática "Jacques e a Revolução" fala sobre poder e corrupção

Texto é inspirado em obra do filósofo Denis Diderot

Arte Clube

No AR em 17/07/2017 - 16:26

A peça "Jacques e a Revolução, ou Como o criado aprendeu as lições de Diderot", de Ronaldo Lima Lins, alinha tirania, manipulação, jogos de poder, sedução e sexo.

A montagem é da Todo o Mundo Cia de Teatro, dirigida por Theotonio de Paiva. Em entrevista ao Arte Clube, o diretor conta como a peça se mantém atual. "O texto estabelece um diálogo com o texto 'Jacques, o fatalista', de Diderot. A partir daí, há uma semelhança entre as obras, embora não seja uma adaptação.

 

Teatro / Oscar Anton/CC B 2.0

No texto, vai aparecer o embate entre o patrão e o empregado. O homem que vai galgando uma ascensão, e o empregado, que é uma espécie de alter ego deste sujeito. A partir dessa relação, eles vão expressando suas grandezas e suas misérias" explica.

Clique no player e ouça a entrevista na íntegra.

No elenco, os atores Abílio Ramos, Ana Luiza Accioly, Katia Iunes e Luiz Washington interpretam 18 personagens, sob a iluminação de Renato Machado, com a trilha sonora original de Caio Cezar e Christiano Sauer e direção de arte de Marianna Ladeira e Thaís Simões, além da direção de movimento da coreógrafa Carmen Luz.


Serviço:
Jacques e a Revolução, ou como o criado aprendeu as lições de Diderot. 
Com a Todo Mundo Cia de Teatro. Direção: Theotonio de Paiva.
Gênero: Comédia dramática
Teatro Municipal Ziembinski _  Rua Heitor Beltrão, s/nº – Metrô São Francisco Xavier
Tel. (21) 3234.2003. Dias: 9, 16, 23 e 30 de julho de 2017 – sempre aos domingos
Horários: 19h30 | Faixa Etária: 14 anos | Duração: 80 min
Valor do ingresso: 40 (inteira) 20 (meia) 15 (lista amiga)
FACEBOOK: https://www.facebook.com/jacquesearevolucao/

O Arte Clube vai ao ar, de segunda a sexta, às 12h, pela Rádio MEC AM Rio de Janeiro.

Mais do programa