Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Mostra resgata filmes de diretoras negras brasileiras

Curador da retrospectiva Paulo Ricardo destaca dificuldades de financiamento para projetos de cineastas negras

Assinar podcast

Arte Clube

No AR em 04/12/2017 - 16:34

A Caixa Cultural Rio de Janeiro recebe a mostra Diretoras Negras do Cinema Brasileiro. De 5 a 17 de dezembro, serão apresentados 46 filmes, além de dois debates sobre a participação da mulher negra na cinematografia brasileira. 

Em entrevista ao Arte Clube, um dos curadores da retrospectiva, Paulo Ricardo Gonçalves de Almeida falou sobre a forma como a indústria do cinema brasileiro vê as diretoras negras. "A gente constatou que a participação delas é muito marginal, no sentido de que, no cinema 'mainstream', financiado pelo governo e instituições de fomento, as diretoras negras - e mulheres de uma forma geral - praticamente não recebem as verbas. O cinema é muito centrado em homens brancos. E as mulheres negras não recebem praticamente nada. Elas são muito subrepresentadas, não só na direção, mas também na própria tela", afirmou. Clique no player e ouça a entrevista completa.

Entre as diretoras homenageadas, destaque para a pioneira Adélia Sampaio, que começou a rodar seus filmes ainda no final dos anos 60. Filha de empregada doméstica, a cineasta dirigiu quatro curtas-metragens. Em 1984, Adélia dirigiu o filme "Amor Maldito", tornando-se a primeira diretora negra a dirigir um longa-metragem no Brasil. A mostra percorre, ainda trabalhos de cineastas contemporâneas, como Carol Rodrigues, Elen Linth, Juliana Vicente, entre outras.

O Arte Clube vai ao ar de segunda a sexta, de 12:00 as 14:00, pela Rádio MEC AM 800 kHz e pelo site radios.ebc.com.br/mecamrio
 

Mais do programa