Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Arnaldo Niskier relembra amizade com Carlos Heitor Cony

Imortais da Academia Brasileira de Letras, Niskier e Cony eram amigos há 40 anos

Arte Clube

No AR em 06/01/2018 - 16:17

O romancista, cronista e jornalista Carlos Heitor Cony morreu, nesta sexta-feira (05), aos 91 anos, no Rio de Janeiro, de falência múltipla dos órgãos. Colegas e admiradores da carreira e obra do escritor lamentaram a perda de um dos maiores autores brasileiros

Amigo pessoal de Carlos Heitor Cony, o escritor e acadêmico Arnaldo Niskier lembrou, em depoimento à Rádio MEC, do convívio ao longo das décadas. "Fomos amigos mais de 40 anos, convivemos muito tempo na Revista Manchete, sentávamos um ao lado do outro. O Brasil perdeu talvez seu maior escritor contemporâneo. Porque o Cony provou, com os livros que fez, a qualidade do seu texto. O livro 'Quase Memória' é antológico. Se você quiser uma lição de literatura, você vai ali e encontra tudo. Eu já li cinco vezes", conta.

Em entrevista ao jornalista Jansem Campos, Niskier também ressaltou a atuação de Cony na luta contra a ditadura militar no Brasil, nos anos 60/80. "Ele foi um defensor completo das liberdades democráticas", afirma. Clique no player e ouça a entrevista completa.
 

Mais do programa