Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Livro "Amores Invisíveis" aborda longevidade de casamentos homoafetivos

Psicóloga Déa E. Berttran entrevistou casais unidos há mais de 20 anos

Assinar podcast

Arte Clube

No AR em 06/12/2018 - 19:05

O livro "Amores Invisíveis – Casais longevos da diversidade" (Ed. de Cultura) aborda a construção conjugal de quatro casais, dois de homens e dois de mulheres, alguns deles com filhos e convivendo por mais de duas décadas. A autoria é da psicóloga Déa E. Berttran. 

Em entrevista ao Arte Clube, a autora contou que quis dar visibilidade a histórias de amor que a sociedade heteronormativa busca esconder. "A conjugalidade gay não está presente nem nas teorias psicológicas, nem na vida das pessoas. Eu costumo dizer que os gays não têm Mickey e Minnie, não têm Romeu e Julieta. E na verdade eles existem. Existem relatos de casais gays desde o século XVII", afirma.

Clique no player e ouça a entrevista completa:

 

Em linguagem informal, as histórias desses casais são entrelaçadas às do movimento homossexual e de suas conquistas nos últimos anos. 

Déa E. Berttran é formada em Psicologia, Mestra e Doutora em Psicologia Clínica pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo/IP-USP (Laboratório de Casal, Família e Estudos Psicossociais). Publicou os livros Plugue do Milênio (2002) e Universo de Deus - uma visão espiritual da humanidade (2007), ambos sobre espiritualidade. É autora do capítulo Vivências de um casal longevo de mulheres e seu filho, do livro Homoafetividades: dinâmicas conjugal e parental (Zagodoni Editora/2018), organizado por Isabel Cristina Gomes.

Déa E. Berttran

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 06/12/2018 - 19:12

Mais do programa