Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Bossamoderna apresenta músicas cujo tema é o dinheiro

O repertório conta com composições de Chico Buarque, Paulinho da Viola e Zeca Baleiro

Bossamoderna

No AR em 17/09/2017 - 22:00

O Bossamoderna deste domingo (17), aborda o poder do dinheiro na nossa sociedade. No repertório canções como “Você só pensa em grana”, de Zeca Baleiro e “Dinheiro na Mão é Vendaval”, de Paulinho da Viola. O programa conta também com obras de Caetano Veloso, Martinho da Vila, Tim Maia, entre outros grandes nomes da música nacional.

Dinheiro

 

Esta edição começa com o grande mestre Paulinho da Viola, que adverte “Dinheiro na Mão é Vendaval”, tema de novela da TV Globo de 1975, “Pecado capital”. Já seu parceiro de fé, Elton Medeiros, com Mauro Duarte, sintetizam o drama da grana: “uns com tanto, outros tantos com algum, mas a maioria sem nenhum”, faixa do disco “Na madrugada”, de 1966, que Elton Medeiros dividiu com Paulinho da Viola.

“Você só pensa em grana” lamentam em dueto o maranhense Zeca Baleiro e o carioca Paulinho Moska, em faixa do disco “Lado Z, volume 2”, de 2012.

“Onde está o dinheiro? ”, pergunta em pique de eletro-frevo Gal Costa, na composição de José Maria de Abreu e Francisco Mattoso, lançada por Aurora Miranda, em 1937, em faixa do disco “Profana”, de Gal Costa, de 1984. A mesma Gal agora compara “Sexo e dinheiro”, sob a lupa filosófica de Caetano Veloso, em faixa do disco da cantora baiana “Recanto”, de 2011. Também do compositor baiano é “Beleza pura”. O grupo carioca A Cor do Som, apresenta a obra em faixa do disco “Frutificar”, que foi lançado pelo grupo em 1979.

O carioca Tim Maia também esnoba: “Não quero dinheiro, só quero amar”, em faixa de seu segundo disco, que levou apenas seu nome, em 1971.

O partideiro fluminense de Duas Barras, Martinho da Vila, endossa: “Pra que dinheiro? O carioca Pedro Luís apresenta a obra em faixa do “Sambabook” de Martinho da Vila, de 2013.

A antiga nota de um cruzeiro estampava ainda na década de 60 a efígie do Marquês Almirante Tamandaré. Sua desvalorização foi satirizada pelo carioca Chico Buarque, que, por isso, teve sua primeira composição censurada, ainda em 1966, na fase inicial da ditadura, antes do AI-5. A música permaneceu inédita até sua liberação e a gravação do Quarteto em Cy, de 1991. O Bossamoderna apresenta “Tamandaré”, de Chico Buarque, em faixa do disco “Chico em Cy”, do conjunto vocal feminino de procedência baiana Quarteto em Cy.

A partir de uma antológica frase da atriz paulistana Cacilda Becker, o pernambucano Herbert Lucena disparou seu mote: “Não me peçam, jamais que eu dê de graça tudo aquilo que eu tenho para vender”. A parceria com Maria do Rosário, a Ruzza, faz parte da faixa título de seu disco de 2011.

A gaúcha de Porto Alegre, Laura Finochiaro contabiliza, “Dinheiro”, parceria com Leca Machado,em faixa do disco “Egoglitter”, de 1998.

A dupla formada pelos cariocas Sueli Mesquita e Eugenio Dale, Dio & Baco, aposta na meteorologia: “Até que chova dinheiro”, que faz parte do disco “Dio & Baco”, de 2015.

Do álbum de estreia do baiano Gilberto Gil, “Louvação”, de 1966, é a “Mancada” de autoria dele.

E esta edição “Dinheiro”, do Bossamoderna termina com a odisséia do carioca Tom Jobim em parceria com o poeta mineiro Cacaso, “Dinheiro em penca”, nas vozes de Jobim, Miúcha e seu irmão Chico Buarque,em faixa do disco Miúcha e Tom Jobim”, de 1979.

Clique no player abaixo e ouça o Bossamoderna.

Bossamoderna vai ao ar todo domingo, às 22h, pelas rádios MEC AM e FM; com reprise toda quarta, às 21h, na MEC AM. Envie seus pedidos de músicas, participação ou informações da programação também pelo Whatsapp (21) 99710-0537.
 

Criado em 01/09/2017 - 11:31 - Episódio Dinheiro

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa