Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Variedade de tangerina é três vezes mais resistente a doenças

Pesquisadora do Instituto Agronômico (IAC), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, fala sobre a cultivar desenvolvida pelo Centro de Citricultura Sylvio Moreira

Brasil Rural

No AR em 30/08/2017 - 12:46

Uma variedade de tangerina, a cultivar IAC 2019 Maria, é um hídrido três vezes mais resistente a doenças. Ela obteve certificado de proteção no Serviço Nacional de Proteção de Cultivares (SNPC) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O documento reconhece a propriedade intelectual da cultivar desenvolvida pelo Centro de Citricultura Sylvio Moreira, do Instituto Agronômico (IAC) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Tangerina

Marinês Bastianel, pesquisadora do Centro de Citricultura Sylvio Moreira do IAC, conversou com o Brasil Rural sobre a variedade e a importância da certificação. Iniciado em 1997, o cruzamento foi feito durante 10 anos e resultou em 350 híbridos. 

Acompanhe a entrevista:

 

O Brasil Rural vai ao ar, de segunda a sexta-feira, às 5h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional do Alto Solimões; e sábado, às 7h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional da Amazônia.

*Com informações da Secretaria de Agricultura de São Paulo

Mais do programa