Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Patofisiologista faz alerta sobre uso de fitoterápicos

O fitoterápico e outros produtos feitos de ervas e plantas também

O uso de fitoterápicos e outros produtos feitos de ervas e plantas também exigem cuidado e orientação médica. Afinal de contas os fitoterápicos são remédios ou apenas produtos naturais que não têm efeito colateral? Para esclarecer essa dúvida, o Cotidiano conversou com o patofisiologista da Universidade de Boston (EUA), Ayrton de Magistris. 

 

De acordo com o médico, muita gente faz confusão, mas os fitoterápicos são remédio como os outros: "além de fazer mal por excesso ou por mal uso, pode interferir ainda em outras medicações. Existem dois tipos de fitoteráticos: o industrizalizado e o natural, e esse último é mais perigoso porque contém o princípio ativo que vai agir como remédio e outras substâncias juntas. E podem intoxicar", explica. 

 

Ayrton de Magistris cita como exemplo o uso do chá de quebra-pedra: "se colocar uma quantidade muito alta dele na composição do chá pode afetar o rim, porque ele caba inibindo o rim de funcionar", comenta. 

 

Confira as informações sobre os chás naturais, os fitoterápicos, as garrafadas e o remédio caseiro nesta entrevista ao Cotidiano, com Luiza Inez Vilela, na Rádio Nacional de Brasília.



Saiba importância de comer bem e evitar produtos industrializados

Mais do programa