Brasileiros consomem mais que o dobro de sal recomendado pela OMS

76% do sal que comemos estão nos alimentos processados e industrializados
Sal, Sódio
Sal, Sódio Canal Seis Noticias de Honduras / Flickr / CC

Brasileiros consomem mais que o dobro de sal recomendado pela Organização Mundial de Saúde, e a culpa não está somente no saleiro em cima da mesa, mas principalmente nos alimentos processados, embutidos, industrializados, congelados e caldos concentrados.
 
Em entrevista ao Cotidiano, o diretor da Sociedade Brasileira de Cardiologia, Celso Amodeu, explica que o recomendável para o indivíduo saudável, aquele que não tem pressão alta nem insufuciência cardíaca, é de quatro a seis gramas de sal por dia, "mas na realidade comemos de 12 a 15 gramas de sal por dia. E 76% desse sal que comemos estão nos alimentos processados e industrializados, e não o sal que se adiciona no preparo dos alimentos", alerta o médico.
 
Ele explica que o sódio em excesso faz mal para o coração e pode causar infarto do miocárdio, derrame cerebral, insuficiencia renal, hipertensão arterial, além de outras doenças não relacionadas ao aparelho cardiovascular. Além disso, pode causar osteoporose, câncer de estômago, cálculo renal e até catarata. Então, a recomendação do médico, tanto para o indivíduo saudável, quanto para o que já tem hipertensão arterial, é comer com pouco sal. Para isto, ele tem que aprender a ler o rótulo dos alimentos industrializados.
 
Ouça as informaçãoes do cartdiologista sobre o uso do sal nesta entrevista ao Cotidiano, com apresentação de Luiza Inez Vilela, na Rádio Nacional de Brasília.

Produtor
joana Darc Lima
Cotidiano
em
08/03/2016 - 19:00
atualizado em
08/03/2016 - 18:57