Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

ONG é acusada de promover adoção ilegal de crianças vindas de outros países

Associação de Mediação à Adoção Internacional (Amai) é suspeita de

O Ministério Público Federal no Tocantins (MPF/TO) e o Ministério Público Estadual (MPE/TO) ingressaram com Ação Civil Pública (ACP) contra a Associação de Mediação à Adoção Internacional (AMAI), suspeita de ter envolvimento com o tráfico internacional de crianças.

 

A Organização Não Governamental (ONG), que possui sede em Palmas (TO), é acusada de atuar ilegalmente ao oferecer apoio para adoção internacional de crianças vinda da Rússia, do Quirguistão e do Líbano, países que não assinaram a Convenção de Haia e que, por isso, não possuem acordo de cooperação com o Brasil para esse fim.

 

De acordo com a promotora de justiça do MPE/TO, Zenaide Aparecida da Silva, a denúcia foi feita por um advogado de São Paulo que encontrou anúncios da instituição na internet.

 

“Essa instituição fazia propaganda de que era a única instituição que fazia adoção internacional.”

 

Ouça ainda na edição desta sexta-feira (4): após audiências em Anapu (PA), a Comissão Nacional de Combate à Violência no Campo faz um balanço da violência na região e aponta medidas necessárias. O município, a cerca de 620 km de Belém(PA) é palco de conflitos agrários. Foi lá que a missionária Dorothy Stang foi morta há 10 anos. Ela era conhecida por lutar em favor dos assentados da reforma agrária.

 

E também: Produtos natalinos são alvos da Operação Especial Boas Festas do Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (IPEM).Os fiscais já inspecionaram 28 estabelecimentos de Manaus.

 

O Jornal da Amazônia 1ª Edição é uma produção da equipe do radiojornalismo da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, horário de Brasília.



Tire suas dúvidas sobre adoção

Criado em 04/12/2015 - 12:54 e atualizado em 04/12/2015 - 10:55

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique