Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Drones vão auxiliar no monitoramento da exploração ilegal de madeira

Três veículos aéreos não tripulados vão tirar fotos tridimensionais da

A partir deste ano, os drones vão auxiliar o serviço florestal brasileiro no monitoramento da exploração sustentável de madeira.

 

Os drones, que são veículos aéreos não tripulados, custam em média R$ 90 mil, incluindo computadores e demais assessórios.

 

A princípio serão adquiridos três equipamentos, que vão tirar fotos tridimensionais das pilhas de madeira no Norte do país.

 

Ouça também na edição desta quinta-feira (7) do Jornal da Amazônia 1ª Edição:

 

A Região Norte apresentou, no ano passado, os piores índices de conflitos agrários com vítimas fatais. Das 49 mortes ocorridas por violência no campo, 45 foram na região da Amazônia Legal: 21 assassinatos em Rondônia, 19 no Pará e 5, no Maranhão. A Ouvidoria Agrária Nacional contesta os números apresentados pela Comissão Pastoral da Terra.

 

Em Manaus(AM), aumentou a fiscalização para identificar criatórios do mosquito aedes aegypti. Mais de 70 estabelecimentos de Manaus foram autuados e multados nos últimos três meses de 2015 por apresentarem condições favoráveis à proliferação do aedes aegypti. O mosquito transmite a dengue, a febre chikungunya e o zika vírus. As multas atualmente podem chegar a 400 unidades fiscais do município, cerca de 37 mil reais. O valor depende da quantidade de criadouros e larvas do mosquito no local.

 

O Jornal da Amazônia 1ª Edição vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, na Rádio Nacional da Amazônia, uma emissora da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).



Drones vão ajudas no combate ao aedes aegypti em Manaus

Drones podem ser importantes aliados na proteção ao meio ambiente

Criado em 07/01/2016 - 10:00 e atualizado em 07/01/2016 - 08:55

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique