Operação da Federal combate coiotes brasileiros

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e prisão preventiva em RO, SC e MG
Polícia Federal
Polícia Federal Marcelo Camargo/ABr

Cerca de 30 policiais federais cumprem nesta sexta-feira (13) sete mandados de busca e apreensão e cinco de prisão preventiva em Rondônia, Santa Catarina e Minas Gerais.
 
As medidas fazem parte da Operação Piratas do Caribe. A ação busca desarticular uma organização criminosa responsável por levar brasileiros ilegalmente para os Estados Unidos. A ideia é também buscar evidências sobre o paradeiro dos 12 brasileiros desaparecidos em novembro do ano passado na região das Bahamas.
 
O ponto de partida das investigações foi o caso de um brasileiro que teria tentado entrar nos Estados Unidos com a ajuda de coiotes que cobravam até 60 mil reais para intermediar o transporte ilegal via Bahamas.
 
Ouça a matéria no player acima.
 
De acordo com a Polícia Federal, ainda no Brasil, os imigrantes ficavam em alguma cidade com aeroporto internacional e aguardavam a ordem para embarque até as Bahamas. Esse ingresso era facilitado pelos agentes de imigração que facilitavam a entrada de brasileiros.
 
Os imigrantes chegavam a aguardar por vários dias para embarcar para os Estados Unidos de barco.
 
Segundo as investigações, os coiotes escondiam os riscos da travessia, como a passagem pela região do Triângulo das Bermudas – conhecida pelo alto índice de tempestades, naufrágios e desaparecimento de embarcações e aeronaves.

Jornal da Amazônia - 2ª edição
em
13/01/2017 - 13:25
atualizado em
14/01/2017 - 11:14