Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Manaus confirma mais uma morte por H1N1

Trinta casos de infecção pelo vírus foram registrados no estado nos

Mais uma morte por H1N1 foi confirmada em Manaus, no Amazonas, e outras duas estão sendo investigadas. É o terceiro óbito neste ano, segundo balanço divulgado esta semana pela Fundação de Vigilância Sanitária estadual. Trinta casos de infecção pelo vírus foram registrados nos primeiros cinco meses de 2016. No ano passado, não houve diagnóstico da doença no estado.

 

O Amazonas conseguiu alcançar a meta estipulada pelo Ministério da Saúde de vacinar 80% do público-alvo na campanha encerrada na última sexta-feira(20). A Secretaria de Estado da Saúde, atualizou os dados nessa terça-feira(24) e informou que quase 697 mil pessoas foram imunizadas.

 

Em nota, o diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde, Bernardino Albuquerque, disse que muitos municípios ainda estão enviando as informações pelo sistema do Ministério da Saúde e, portanto, os dados devem sofrer atualização no decorrer da semana.

 

Outro estado da Amazônia Legal que atingiu a meta é o Maranhão. A Secretaria de Estado da Saúde informou que vacinou, até essa terça-feira, 80,35% do público-alvo. Foram aplicadas mais de um milhão de doses.

 

Rondônia e Amapá também vacinaram mais de 80% do grupo prioritário, composto por crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade, gestantes e mulheres até 45 dias após o parto, pessoas com mais de 60 anos, trabalhadores da saúde, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e doentes crônicos.

 

A vacina é uma das medidas mais eficazes contra a gripe e protege contra três subtipos do vírus da doença: H1N1, H3N2 e influenza B.

 

O Jornal da Amazônia Segunda Edição desta quarta-feira (25) traz ainda informações sobre a ação para conter os ataques a ônibus em São Luís, no Maranhão. O secretário de Segurança pública do estado, Jefferson Portela, anunciou nesta manhã que solicitou a Justiça a transferência de dez criminosos acusados de participação nos ataques a ônibus em São Luís para presídios federais de segurança máxima. Já dura quase uma semana a onda de violência na capital maranhense. Foram contabilizados 16 ataques. SETE ônibus ficaram completamente destruídos. O último episódio foi registrado na terça-feira, na zona rural da cidade quando houve um princípio de incêndio em um dos veículos que fazem o transporte de passageiros no local.



Criado em 25/05/2016 - 18:22 e atualizado em 25/05/2016 - 15:23

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique