Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Estudo da WWF revela presença de altos índices de mercúrio em peixes amazônicos

De acordo com o estudo, 81% dos peixes analisados tinham níveis de contaminação - destes, 50% acima dos índices considerados seguros pela Organização Mundial de Saúde (OMS)

Natureza Viva

No AR em 16/06/2019 - 10:28

O especialista em conservação do WWF-Brasil, Marcelo Oliveira conversa com o Natureza Viva sobre os resultados de um estudo feito pelo WWF em 2017 que revelou a presença de altos índices do metal pesado em cinco das oito espécies de peixes mais consumidos pelos amazônicos.

De acordo com o estudioso, 81% dos peixes analisados tinham níveis de contaminação - destes, 50% acima dos índices considerados seguros pela Organização Mundial de Saúde (OMS). "Isso quer dizer que não somente a biodiversidade, como os peixes, mas animais que se alimentam dele, como os botos, e os próprios humanos, estão contaminados".

O mercúrio é altamente tóxico e causa uma série de problemas: problemas neurológicos, déficit de atenção em crianças, dificuldade de aprendizado, impotência em homens e prejudicar a gravidez de mulheres em idade reprodutiva. Camargo salienta que o Brasil é signatário da Convenção da Dinamarca, um acordo internacional para banir o mercúrio da natureza até 2020. "Estamos vendo poucos avanços no cumprimento desse acordo aqui no país", critica.

Tags:  mercúrio WWF

Criado em 16/06/2019 - 10:32

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa