Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Cirurgias estéticas em animais são proibidas pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária

Determinação veta procedimentos desnecessários, realizados apenas para aproximar os bichos de um padrão de beleza

O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV)  proíbe cirurgias mutiladoras com finalidades estéticas em animais domésticos e estabelece normas regulatórias para a realização de cirurgias em animais de produção e silvestres.

De acordo com o veterinário, cirurgião-geral de pequenos animais e conselheiro do CFVM no Distrito Federal, Rafael Silva de Souza, embora realizados com frequência, procedimentos como conchectomia parcial (corte da orelha), caudectomia (corte da cauda) e a retirada de cordas vocais de cães e de unhas dos gatos, são proibidos pelo Conselho.

O especialista destaca que são cirurgias com finalidade somente estética que retiram do animal características de sua natureza, prejudicando o bem estar das espécies. Ele lembra que as mutilações são consideradas crime ambiental. 

Ouça a entrevista na íntegra no player abaixo:

 

 

Mais do programa