Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Operação no Pará prende 38 servidores acusados de fraudar auxílio-natalidade

O esquema criminoso colocava dados falsos nos sistemas da área de recursos humanos da Secretaria Estadual de Educação

A Operação Verônica investiga a colocação de dados falsos nos sistemas da área de recursos humanos da Secretaria Estadual de Educação (Seduc). No total, 38 pessoas foram presas em Belém e região metropolitana, além dos municípios de Mãe do Rio, também no Pará, Macapá, no Amapá, e Gaspar, no interior de Santa Catarina.

Segundo o delegado do Polícia Civil, Alexandre Oliveira,  a fraude se concentrava no auxílio-natalidade. O benefício é destinado a servidores públicos que se tornam pais e mães e o valor corresponde a um salário-mínimo. As denúncias começaram a surgir em 2016.

Chamou a atenção das autoridades que servidores efetivos e temporários declararam que tinham tido até três filhos em um ano.

 

Também são destaques do Repórter Amazônia desta terça-feira (05):

-Brasil vai reduzir em 10% a emissão de gases efeito estufa em 10 anos

-Vice-presidente dos Estados Unidos vai visitar imigrantes venezuelanos em Manaus

-E tem festival de humor na Vigésima Segunda Feira Pan-Amazônica do Livro em Belém

Mais do programa