Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Polícia investiga assassinato de presidente de associação rural em Rondônia

Um dia antes de morrer, camponês denunciou conflitos enfrentados pelas

A Polícia Civil de Rondônia investiga as causas do assassinato do ativista rural Paulo Justino Pereira, morto no dia primeiro de maio, no Acampamento Rio Pardo, localizado a cerca de 200 km de Porto Velho.
 

Paulo Justino tinha 51 anos e era presidente da Associação Vladimir Lênin. De acordo com informações divulgadas pela Liga Operária e a Liga dos Camponeses Pobres de Rondônia, dias antes de ser morto por tiros na cabeça, ele havia participado de reuniões com representantes de órgãos agrários para denunciar os conflitos sofridos pelas famílias do Acampamento Rio Pardo.

 

Confira ainda no Repórter Amazônia da sexta-feira (8): cheia repentina de rio no Amapá atinge 3 mil pessoas; Termina greve dos rodoviários em região metropolitana de Belém; Cerca de 210 mil eleitores dos estados da Amazônia Legal não regularizaram a situação eleitoral; Exposição de fotografias marca dia das mães em Boa Vista, Roraima.

 

O Repórter Amazônia é uma produção da equipe de radiojornalismo da Empresa Brasil de Comunicação em parceria com a Rede de Rádios Públicas da Amazônia. Vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 18h30, nas rádios Nacional da Amazônia e Nacional do Alto Solimões.



Criado em 08/05/2015 - 23:16 e atualizado em 09/05/2015 - 15:29

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa