Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Maranhão registra 10 ocorrências de microcefalia

Secretaria de saúde investiga os casos

Os casos de microcefalia no Maranhão subiram para dez. Um relatório divulgado pela Secretaria de Saúde local aponta que três novos casos foram registrados nas cidades de São Luís e Santa Inês. Os outros sete municípios onde a doença em recém nascidos foi identificada são Coroatá, São Francisco do Brejão, Buriticupu, São José de Ribamar, Barra do Corda, Chapadinha e Dom Pedro.

 

De acordo com a chefe do Departamento de Epidemiologia da Secretaria de Saúde do Maranhão, Graça Lírio, ainda não se pode afirmar quais seriam as causas para o surgimento dos casos. Ela diz que a secretaria está iniciando uma investigação: "nós estamos levantando os dados das mães para ver os fatores de risco. Já identificamos um número importante de gravidez precoce entre meninas de 12, 16 anos. Algumas que tiveram simatologia do Zika Vírus. Mas não temos conclusão nenhuma sobre isso", revela.

 

Graça Lírio alega ainda que estão sendo discutidas com os municípios ações para o acompanhamento dos casos e a assistência que deve ser dada às crianças com microcefalia. E apesar de não confirmar a relação da doença com o Zika Vírus, a chefe do departamento de Epidemiologia destacou que será intensificada a campanha contra o Aedes Aegypti, mosquito transmissor da doença.

 

De acordo com balanço do Ministério da Saúde, já foram notificados mais de 730 casos suspeitos de microcefalia em 170 cidades de 9 estados do país. A principal hipótese para o surto continua sendo o contágio por zika vírus – identificado no Brasil pela primeira vez em abril.

 

O Repórter Amazônia desta sexta-feira (27) trazs ainda informações sobre o primeiro caso de zíka vírus registrado no Amazonas. A confirmação é da Fundação Oswaldo Cruz. A doença foi diagnosticada em uma mulher de 57 anos, moradora do bairro São José, em Manaus. A paciente havia dado entrada em um hospital da rede pública sob a suspeita de Febre Chikungunya. O vice-diretor de Pesquisa da Fiocruz Amazônia, Felipe Naveca, diz que o diagnóstico de zika foi confirmado após a análise das suspeitas encaminhadas pela rede de saúde para a fundação.

 

O zika vírus é transmitido pelo mesmo mosquito da dengue e da Febre Chikungunya: o aedes aegypti. As medidas de prevenção e combate ao vetor são as mesmas - eliminar e evitar os criadouros. Segundo a Fundação de Vigilância Sanitária do Amazonas, a paciente diagnosticada com o vírus zika passa bem.

 

O Repórter Amazônia é editado pela equipe do Radiojornalismo EBC, em Brasília (DF), e apresenta, diariamente, matérias e flashes ao vivo das rádios parceiras. Vai ao ar de segunda a sexta, às 18h30 (horário de Brasília) na Rádio Nacional da Amazônia, e às 16h30 (horário local), na Rádio Nacional do Alto Solimões.



Roraima confirma o primeiro caso da zika vírus no estado

Criado em 27/11/2015 - 21:55 e atualizado em 27/11/2015 - 19:34

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa