Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Ex-presidente Lula é indiciado pela Polícia Federal por corrupção passiva

Para PF, houve suposta participação do ex-presidente na venda de uma medida provisória que estendeu incentivos fiscais a montadoras e fabricantes de veículos

No AR em 16/05/2017 - 08:08

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi indiciado pela Polícia Federal pelo crime de corrupção passiva por suposta participação na venda de uma medida provisória em inquérito oriundo da Operação Zelotes. Em nota, a defesa de Lula repudiou “toda e qualquer ilação” do envolvimento de Lula com atos e ilícitos e considerou que o indiciamento faz parte da “perseguição política” sofrida pelo ex-presidente.

Para a PF, o ex-presidente e mais 12 pessoas, entre ex-ministros da gestão Lula e empresários, participaram de um esquema criminoso que resultou na edição da Medida Provisória 471, que estendeu incentivos fiscais a montadoras e fabricantes de veículos das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

De acordo com o relatório da PF, que segue para análise do Ministério Público, lobistas representando as montadoras teriam repassado ao PT de forma ilícita cerca de R$ 6 milhões para que a MP fosse publicada.

Os advogados de Lula, disseram, em nota, desconhecer o texto do indiciamento e afirmaram que o ex-presidente tem sido “submetido, nos últimos dois anos, a verdadeira devassa e nenhuma prova foi encontrada, simplesmente porque não houve de sua parte qualquer ato de corrupção”.

São destaque no Repórter Brasil desta terça-feira (16), também: 

- Ministro do TSE libera ação para chapa Dilma-Temer para julgamento

- Câmara aprova medida provisória que modifica taxas para zona franca de Manaus

- Assembleia Legislativa do Rio vota hoje projeto que pode ampliar estado de calamidade até 2018

- Ministro da Defesa afirmna que Brasil prepara plano para receber refugiados da Venezuela

- Trump negociou informações secretas com a Rússia, diz general

Ouça pelo player acima.