Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Documento prevê condições e limites para a captura do caranguejo-uçá

Acordo foi firmado com o MPF e o ICMBio

Repórter Nacional - Amazônia

No AR em 10/08/2018 - 10:06

A comunidade da reserva extrativista marinha de São João da Ponta, no nordeste do Pará, assinou esta semana um Termo de Ajuste de Conduta com o Ministério Público Federal e o ICMBio.

O TAC prevê condições e limites para a captura do caranguejo-uçá por meio do método chamado de laço - técnica é a menos danosa ao meio ambiente.

O documento estabelece o uso de um máximo de 200 laços por catador. Além disso, a Resex tem que identificar todos os catadores que utilizam o método.

Em caso de descumprimento, os responsáveis podem pagar multa de até R$ 100 mil pela pesca irregular.

Quer saber mais? Ouça no Repórter Nacional - Amazônia pelo player acima!

Tags:  TAC Caranguejo

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 10/08/2018 - 10:10

Mais do programa