Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Justiça no Maranhão determina reparação de danos em igarapé no município de Raposa

Danos teriam sido causados por depósito de lixo irregular

Repórter Nacional - Amazônia

No AR em 11/10/2018 - 07:20

A decisão judicial determina que a prefeitura apresente projeto de recuperação, licenciado e executado por órgão ambiental. A sentença, do juiz titular Douglas de Melo Martins, também exige a aplicação de medidas previstas no Plano de Recuperação de Áreas Degradadas, como a retirada do lixo depositado na área de mangue por manejo técnico adequado.

Devem ser feitas ainda obras de contenção na área para evitar erosão e assoreamento do Igarapé do Cumbique, além da construção do sistema de drenagem de áreas pluviais e de escoamento superficial.

O secretário de Comunicação de Raposa, Domingos Costa, afirma que o lixão foi fechado pela prefeitura em 2016 e diversas obras de reparo já estariam em andamento.

O município de Raposa vai recorrer da decisão judicial que determina os reparos aos danos ambientais na área de mangue e Igarapé em um prazo de dois anos. O cronograma de ações deve ser entregue em 90 dias. No caso de descumprimento da sentença, será aplicada multa diária no valor de R$ 1.000.

Ouça outros destaques do Repórter Nacional – Amazônia (7h20):


Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 11/10/2018 - 10:53

Mais do programa