Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Médicos de Hospital Regional em Mato Grosso paralisam atividades por falta de pagamento

Com a situação no hospital, os atendimentos eletivos foram suspensos por tempo indeterminado e os plantões de cardiologia previstos para os dias 26 e 27 foram suspensos

Repórter Nacional - Amazônia

No AR em 10/10/2018 - 10:22

Sem pagamento há mais de 120 dias,  os médicos do Hospital Regional de Rondonópolis, em Mato Grosso, estão em greve desde segunda-feira (08).

Em documento entregue ao Ministério Público Estadual, comunicando a paralisação, os profissionais dizem que além dos quatro meses sem salário, também não há previsão de quando devem voltar a receber.

Os médicos afirmam também que muitas equipes estão sem contratos ou aditivos, o que implicaria na ausência de respaldo jurídico e financeiro para a manutenção dos serviços prestados.

O Instituto Gerir, que administra o hospital, alega que paga os colaboradores com repasses da Secretaria Estadual de Saúde, e que o último foi feito em agosto. A quantia não foi especificada, mas esse dinheiro será usado para quitar parte dos atrasados.

Com a paralisação dos profissionais, os atendimentos eletivos foram suspensos por tempo indeterminado, os plantões de cardiologia previstos para os dias 26 e 27 de outubro foram suspensos e os pacientes que fazem hemodiálise estão em uma clínica particular conveniada ao SUS. A emergência do Hospital Regional de Rondonópolis ainda funciona.

Procurada pela reportagem, a Secretaria Estadual de Saúde não se manifestou, até o fechamento desta matéria.

 

Ouça outros destaques do Repórter Nacional – Amazônia:

 

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 10/10/2018 - 10:29

Mais do programa