Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Castanheiro é condenado por submeter indígenas a trabalho escravo no Pará

Conforme a denúncia, os índios eram levados por um missionário para a região dos Campos Gerais de Óbidos, onde eram convencidos a coletar castanha em troca de panelas, roupas velhas, dentre outras mercadorias

Repórter Nacional - Amazônia

No AR em 22/11/2018 - 10:06

O castanheiro Manoel Oliveira foi condenado a mais de três anos de prisão e multa por ter submetido indígenas a condições semelhantes às de escravo em Óbidos, no noroeste do Pará. A sentença da Justiça Federal atende a pedido do Ministério Público Federal.

A condenação foi divulgada nesta semana pelo MPF, mas os crimes ocorreram entre 2010 e 2012, contra indígenas da etnia Zo'é. Conforme a denúncia, os índios eram levados por um missionário para a região dos Campos Gerais de Óbidos, onde eram convencidos a coletar castanha em troca de panelas, roupas velhas, redes e outras mercadorias industrializadas.

Os indígenas viviam acampados em meio ao mato, em barracas de lona e de palha. No local, faltava comida. Eles estavam visivelmente magros e alguns deles doentes. Um missionário, que também era réu no caso, foi absolvido por falta de provas.

Não conseguimos contato com a defesa do castanheiro.

 

Ouça o Repórter Nacional - Amazônia desta quinta-feira (22):

Criado em 22/11/2018 - 10:16

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa