Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Amazonas registrou mais de 40 mortes por afogamento até maio

Corpo de Bombeiros dá dicas de prevenção e de como agir em casos de emergência

Repórter Nacional - Amazônia

No AR em 14/06/2019 - 18:37

Nos primeiros cinco meses do ano, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas registrou 42 mortes por afogamento. A maioria ocorreu em rios. 95% das vítimas eram homens, com idade entre 35 e 64 anos. Na comparação com o mesmo período do ano passado, o número de mortes reduziu em 14%, mas o Corpo de Bombeiros ressalta que, mesmo assim, os cuidados devem continuar.

Umas das dicas de prevenção é priorizar balneários que tenham salva-vidas. Também é importante observar se há sinalização de segurança no local escolhido e a profundidade dos rios. A ingestão de bebidas alcoólicas deve ser evitada ou moderada pelos banhistas.

Mesmo quem sabe nadar não deve mergulhar em locais perigosos.

O cuidado com as crianças deve ser redobrado, seja em rios ou em piscinas. Duas crianças e dois adolescentes estão entre aqueles que perderam a vida até maio deste ano.

Caso alguém presencie um afogamento, o Corpo de Bombeiros recomenda que a pessoa não preste ajuda sozinha, pois pode se tornar mais uma vítima. É importante pedir auxílio de outra pessoa ou de um salva-vidas. Quem tiver noções de primeiros socorros pode iniciar os procedimentos até a chegada de atendimento especializado.

Criado em 14/06/2019 - 19:04

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa