Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Rondônia intensifica fiscalização para impedir avanço do cancro cítrico no estado

Doença contamina plantas cítricas, como laranja, limão tahiti e ponkan

Repórter Nacional - Amazônia

No AR em 13/08/2019 - 09:48

A fiscalização para impedir a entrada de frutos contaminados pelo cancro cítrico em Rondônia foi intensificada na divisa do estado.

O cancro cítrico é uma doença que contamina plantas cítricas, como laranja, limão tahiti e ponkan; causando desfolhamento, queda prematura de frutos e a formação de lesões nos vegetais. A única forma de combater a doença é eliminar as plantas contaminadas.

Jessé de Oliveira, gerente de Estadual de Defesa Vegetal do Idaron, Agência de Defesa Sanitária Agropastoril de Rondônia, explicou que este ano foi identificado um foco de cancro cítrico em uma plantação doméstica. Segundo ele, a doença chega a Rondônia por meio de mudas ilegais vindas de outros estados.

As frutas cítricas são um grande potencial econômico para o estado e têm sido cultivadas como fonte de renda para pequenos produtores familiares rondonienses.

Ouça o Repórter Nacional - Amazônia  (7h30) desta terça-feira (13):

Tags:  Rondônia

Criado em 13/08/2019 - 09:53

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa