Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

MPF denuncia piloto por acidente aéreo que causou morte de ambientalista Greenpeace em 2017

Avião anfíbio, a serviço do Greenpeace, deveria aterrissar no Rio Negro, perto do arquipélago de Anavilhanas

Repórter Nacional - Amazônia

No AR em 21/01/2020 - 18:30

O Ministério Público Federal denunciou um piloto pelo acidente aéreo que causou a morte da ambientalista sueca do Greenpeace, Carolina Steiser, no Amazonas, em 2017. Os procuradores afirmam que ele não realizou as checagens de segurança obrigatórias antes do voo e simulou pouso na água, fazendo com que o avião capotasse e submergisse no rio. Além do piloto, quatro passageiros estavam na aeronave.

De acordo com o MPF, um mês antes do acidente, o piloto foi reprovado na revalidação peródica da habilitação para voo. A reportagem não conseguiu contato com o piloto e o Greenpeace ainda não comentou a denúncia. 

Ouça também: 

- O Departamento de Vigilância Epidemiológica do Acre confirma o primeiro caso de morte por dengue este ano

- Em Rondônia, pacientes que estavam na fila para cirurgias ortopédicas, começam a ser convocados

- A polícia do Acre recapturou sete detentos que fugiram ontem do Complexo Penitenciário Francisco d'Oliveira Conde, em Rio Branco

 

Criado em 21/01/2020 - 20:42

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa