Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Queimaduras de lagarta venenosa podem levar à morte

A lagarta Lonomia Oblíqua é a espécie mais venenosa do Brasil e foi encontrada em quadras dos Lagos Sul e Norte, Brazlândia e Park Way

Repórter Nacional - Brasília

No AR em 17/05/2018 - 12:40

O contato com a lagarta Lonomia Oblíqua, de cor mais escura, com muitos espinhos e manchas brancas próximas a cabeça, pode levar à morte. Ela é a espécie mais venenosa do Brasil e foi encontrada em quadras dos Lagos Sul e Norte, Brazlândia e Park Way.

No caso de contato com o inseto que vive em árvores, o veneno pode levar a hemorragias internas. Esse quadro pode desencadear insuficiência renal e consequente morte. Essas complicações só ocorrem, se o soro contra o veneno não for administrado em até três dias.

A administradora Juliana Cristina Santini foi uma das vítimas da lagarta, quando estava debaixo de uma árvore na Água Mineral. Dois insetos caíram no tornozelo dela. Imediatamente, ela sentiu um mal-estar intenso.

O soro contra o veneno da Lonomia Oblíqua é fornecido pelo Butatan e está disponível na rede pública de saúde. Mas Juliana demorou quase dois dias para receber o antídoto. Ela teve queimaduras por todo o corpo e até hoje sente os efeitos colaterais do veneno. 

Se você entrar em contato com um animal do tipo, deve lavar a área com muita água e sabão e ir imediatamente a um hospital da rede pública para o antídoto ser administrado.

No caso de acidente com a lagarta, é possível ligar para o número 99288-9358 do Centro de Informações Toxicológicos da Secretaria de Saúde para obter informações sobre como proceder.

Ouça também no Repórter Nacional - Brasília:

- Caso de meningite meningocócica em estudante é confirmado no DF

Tags:  lagarta

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 17/05/2018 - 15:52

Mais do programa