Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Secretaria de Saúde confirma síndrome respiratória grave em cinco crianças

Não é possível determinar se as crianças internadas contraíram o vírus H1N1, pois elas não realizaram o exame de PCR que identifica o vírus no organismo

Repórter Nacional - Brasília

No AR em 05/10/2018 - 10:27

Não há nenhum novo caso confirmado de H1N1 no Distrito Federal este ano, mas a Secretaria de Saúde do Distrito Federal divulgou que cinco crianças menores de seis anos foram diagnosticadas com síndrome respiratória aguda grave, uma gripe bem mais forte. Elas estão estão internadas em hospital particular.

Não é possível determinar se as crianças internadas contraíram o vírus H1N1, pois elas não realizaram o exame de PCR que identifica o vírus no organismo. A subsecretária de vigilância à saúde, Maria Beatriz Ruy, explica porque os exames feitos em hospital particular não são adequados para confirmar a presença do vírus H1N1.

"Essa unidade privada utiliza um teste rápido, que é um teste de triagem, não é um teste confirmatório, ele só tria o paciente para dizer se ele pode estar com um tipo de vírus influenza ou não. E ele orienta o médico para o tratamento que vai ser prescrito para o paciente. Não é o nosso teste molecular que faz o diagnóstico oficial para virus respiratório", explica a subsecretária.

 

Em 2018, a Secretaria de Saúde do DF confirmou 68 casos da gripe H1N1, com seis mortes.

 

Outros destaques do Repórter Nacional - Brasília:

Criado em 05/10/2018 - 10:34

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa