Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Geddel volta a ser preso e transferido para Brasília

Além do ex-ministro, também foi detido, preventivamente, o superintendente da Defesa Civil de Salvador, Gustavo Ferraz

Repórter Nacional

No AR em 08/09/2017 - 13:52

O ex-ministro Geddel Vieira Lima  voltou a ser preso, nesta sexta-feira (8), em Salvador, três dias após a Polícia Federal (PF) encontrar mais de R$ 51 milhões, atribuídos a ele, em um apartamento. Duas viaturas da PF estiveram no condomínio residencial onde ele cumpria prisão domiciliar, no Bairro da Barra, região nobre da capital baiana.

 

Ex-ministro Geddel Vieira Lima é preso (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Além de Geddel, também foi preso, preventivamente, o superintendente da Defesa Civil de Salvador, Gustavo Ferraz. Após a prisão, ele foi exonerado do cargo, conforme informou a prefeitura municipal.

 

A força-tarefa denominada Greenfield, cumpriu, além das duas prisões, três mandados de busca e apreensão, nas residências de Geddel, da mãe do ex-ministro e de Ferraz. Todos em Salvador, como parte de mais uma fase da Operação Cui Bono (expressão em latim que significa "a quem interessa?"), que investiga desvios de recursos em vice-presidências na Caixa Econômica Federal.

 

O pedido de prisão de Geddel foi feito pelo delegado da PF, Marlon Cajado, que defendeu a necessidade de medidas para evitar a destruição de elementos de provas importantes. Depois, o  juiz federal da 10ª Vara em Brasília, Wallisney Oliveira, acatou o pedido e autorizou o cumprimento dos mandados, para recolher provas de crimes como corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

 

Ouça íntegra do programa no player abaixo.

 

 

Outros destaques desta edição do Repórter Nacional: - No Rio, a expectativa é pelo depoimento do ex-procurador envolvido no caso JBS; - Dez operadoras têm suspensão de venda de novos planos de saúde; - Receita libera consulta a quarto lote do Imposto de Renda.

Mais do programa