Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Câmara aprova mudança que dificulta a saída temporária de presos

Projetos de segurança pública dominaram a pauta da Câmara durante esta semana

Repórter Nacional

No AR em 09/11/2017 - 23:30

Os deputados aprovaram na tarde desta quinta-feira (9) um projeto de lei que dificulta a saída temporária de presos em regime semiaberto. Pela proposta, o juiz vai depender de parecer favorável da administração penitenciária para conceder o benefício e, se o preso for reincidente, terá de ter cumprido metade da pena, em vez de um quarto, como é atualmente.

Este foi o terceiro dia que a Câmara votou projetos de segurança pública. Também foi aprovada a prisão em regime fechado, sem direito a progressão para o semiaberto, para condenados pelo assassinato de policiais. O deputado Celso Russomano, do PRB, acha que isso vai reduzir a criminalidade.

A pauta recebeu críticas não apenas da oposição. O deputado Pauderney Avelino, do Democratas, avalia que o foco deveria ser aumento de recursos, com a criação de um fundo para segurança pública.

Um desses projetos recebeu um trecho que deixa de considerar hediondo o crime de posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, demanda da chamada bancada da bala. Para o líder do PT na Câmara, Carlos Zarattini, as propostas não tocam no problema da crise carcerária.

O projeto que acaba com os autos de resistência, um mecanismo que dificulta a investigação de mortes causadas por policiais, foi retirado de pauta. A medida é uma demanda de partidos como PT, Psol e PcdoB. As propostas aprovadas ainda precisam passar pelo Senado.

Ouça o Repórter Nacional desta quinta-feira (9) na íntegra:

Confira outras notícias:

Programa Avançar: governo lança ações para conclusão de 7,4 mil obras

Meirelles diz que serão mantidos 50% da proposta original da reforma da Previdência

Mais do programa