Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Prefeitura de SP tenta retirar desabrigados de área próxima aos escombros

Além daqueles que ficaram sem moradia, a Secretaria de Assistência Social continua a monitorar a lista de pessoas que não foram localizadas desde o desmoronamento

Repórter Nacional

No AR em 03/05/2018 - 07:00

No final da tarde desta quarta-feira (02), funcionários da Secretaria Municipal de Assistência Social tentavam convencer os desabrigados a deixar o Largo do Paisandu, onde fica o prédio que desmoronou na madrugada de terça, e irem para abrigos.

Lonas que cobriam os pertences das pessoas tiveram que ser retiradas. A ação irritou Adilson da Silva, que morava no terceiro andar do edifício.

Muitas pessoas recusam os abrigos porque não querem ficar separadas da família.

A assessoria de imprensa da prefeitura de São Paulo informou que as pessoas não serão retiradas da rua à força, mas confirma que o trabalho de convencimento vai continuar sendo feito.

Até o fechamento da reportagem, a prefeitura não informou se os abrigos que estão acolhendo os desabrigados aceitam hospedagens mistas ou de famílias inteiras.

Além daqueles que ficaram sem moradia, a Secretaria de Assistência Social continua a monitorar a lista de pessoas que não foram localizadas desde o desmoronamento. Até o momento são 49.

Entre elas, estão três pessoas que passaram a ser consideradas oficialmente desaparecidas: uma mulher e dois filhos gêmeos que moravam no oitavo andar do edifício.

Contando com Ricardo, o homem que caiu do prédio no momento em que seria salvo pelos bombeiros, passou para quatro o número de desaparecidos no desastre.

A polícia civil investiga as possíveis causas do acidente. A explosão de um botijão de gás ou de uma panela de pressão são as hipóteses mais fortes. O Ministério Público de São Paulo acompanha as investigações que podem resultar em uma ação criminal contra possíveis responsáveis pelo desabamento.

Ouça também no Repórter Nacional:

- Ministros do STF decidem hoje alcance da nova regra sobre foro privilegiado

- Campanha Maio Amarelo alerta para mortes no trânsito

- Congresso aprova crédito suplementar para cobrir dívida deixada por Venezuela e Moçambique

 

Criado em 03/05/2018 - 11:24

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa