Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Reajuste salarial para o Ministério Público deve custar R$ 220 milhões aos cofres públicos

A categoria decidiu aumentar os próprios salários em 16,38%, a exemplo dos ministros do Supremo Tribunal Federal

Repórter Nacional

No AR em 10/08/2018 - 18:00

Depois dos ministros do Supremo Tribunal Federal, nesta sexta-feira foi a vez do Conselho Superior do Ministério Público Federal aprovar reajuste salarial de 16,38% para toda a categoria. O aumento faz parte do orçamento do MPF para o ano que vem, que passa de 4 bilhões de reais. Serão beneficiados 1.150 membros do Ministério Público Federal.

O novo salário dos procuradores da república vai superar 33 mil reais e deve custar 101 milhões de reais a mais para os cofres públicos. Com isso, o gasto com pessoal vai consumir mais de 80% do orçamento do Ministério Público Federal. Essa proposta de reajuste será enviada para o Ministério do Planejamento e ainda precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional.

Para justificar o aumento, os membros do MPF disseram que a Constituição prevê a paridade entre juízes e a categoria, que, dessa forma, tem direito a reajuste com o mesmo percentual dos magistrados.

 A expectativa é de que, ainda hoje, os membros dos Ministérios Públicos estaduais também aprovem orçamentos com reajustes salariais.

O salário-mínimo previsto para o ano que vem é de 998 reais. Com o reajuste, cada procurador da república receberá mais de 33 vezes este valor.

 

 

Confira também no Repórter Nacional:

A repercussão do aumento do salário dos Ministros do STF

Marcha contra o desemprego é realizada no centro do Rio

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 10/08/2018 - 21:06

Mais do programa