Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Nacional exibe série especial em homenagem aos 100 anos de Dalva de Oliveira

Áudios de acervo e entrevistas com amigos, familiares e especialistas contam a trajetória de uma das mais célebres cantoras do rádio brasileiro

Revista Brasil

No AR em 14/06/2017 - 10:57

A Rainha da Voz, ou o Rouxinol Brasileiro, assim era conhecida Dalva de Oliveira, nome artístico de Vicentina de Paula Oliveira, umas das mais célebres cantoras que o rádio brasileiro já teve. No ano em que completaria 100 anos, a Rádio Nacional lança série documental que traz, a partir de uma pesquisa no acervo da EBC e do Museu da Imagem e do Som (MIS), um retrato tanto da trajetória profissional quanto dos dramas da vida pessoal da artista.

A série vai ao ar entre os dias 19 e 23 de junho, durante o programa Revista Brasil, a partir das 9h30, e será veiculada em rede pela Nacional do Rio de Janeiro (1.130 KHz), Nacional de Brasília (980 KHz), Nacional da Amazônia (OC 11.780 KHz e 6.180KHz) e Nacional do Alto Solimões (AM 670kHz / FM 96,1 MHz). Clique no player abaixo e acompanhe ao vivo o programa:

A pesquisa feita pela equipe da Gerência de Acervo de TV e Rádio, sob a coordenação da produtora do programa, Neise Marçal, permitiu encontrar áudios de absoluta relevância para recompor o quadro geral do que foi a contribuição de Dalva para o rádio. Dentre as peças encontradas, destaca-se uma gravação de uma hora e meia em que a própria Dalva fala sobre sua vida, colhida para uma série produzida no início dos anos 70 com depoimentos de artistas para a posteridade.

Ricardo Cravo Albin, pesquisador e um dos que colaboraram para a produção desses programas recuperados, além de amigo de Dalva, é um dos entrevistados para a série da Nacional. Além dele, foram entrevistados o amigo e produtor musical Hermínio Bello de Carvalho, o músico João Roberto Kelly, que tem composição que foi cantada por Dalva, o neto de Dalva, Bernardo Martins, que está gravando um documentário e um longa-metragem sobre a avó, o radialista Osmar Frazão e o biógrafo Paulo Henrique Martins, que lança livro sobre a cantora no segundo semestre.

Dalva de Oliveira
Dalva de Oliveira (acervo)

O quadro se completa com a veiculação de outras gravações, tanto de momentos importantes de Dalva nas transmissões da Rádio Nacional, como depoimentos de outras pessoas que conviveram de perto com a artista. É o caso do primeiro marido, Herivelto Martins, que foi uma grande paixão de Dalva, mas também protagonista de uma relação conturbada.

A produtora Neise Marçal explica que a recuperação desse material requer um processo minucioso. “É um trabalho de várias mãos, muitos ouvidos e muita sensibilidade para transformar as gravações de forma que fiquem audíveis e agradáveis”, afirma. “No fim das contas, o objetivo vai além de recuperar, escutar e lembrar dos 100 anos da Dalva, também é garantir que esse material esteja disponível e contextualizado para daqui a 20 anos seja possível estudá-lo.”

Memória Nacional
A série especial sobre a Dalva de Oliveira integra um projeto maior com vistas a recuperar, contextualizar e veicular durante a programação registros importantes da história da Rádio Nacional. Intitulado Memória Nacional, o projeto já tratou de temas e personalidades notáveis. Um exemplo foi a série especial exibida em fevereiro sobre o carnaval de 1949. “Encontramos, nos acervos, uma série de acetatos desse ano que eram coberturas de carnaval”, conta Neise. “Era uma cobertura enorme, tinha até repórter fazendo ao vivo, o que era uma raridade naquela época.”

A partir daí a equipe buscou desvendar o motivo pelo qual as festividades daquele ano receberam tanta atenção. E a razão era que, no ano seguinte, seria disputada a primeira Copa do Mundo sediada no Brasil e ocorreriam as primeiras eleições diretas, após o período ditatorial do Estado Novo.

O resultado final da pesquisa poderá ser conferido no dia 19 de junho, quando irá ao ar os quatro episódios do programa. O Memória Nacional também apresentou registros do músico Pixinguinha, do radialista e ator Mario Lago e de um dos primeiros críticos de cinema do país, Adolpho Cruz, pioneiro na abordagem do tema nas ondas de rádio.

Serviço
Série Especial 100 anos Dalva de Oliveira
Revista Brasil - 19 e 23 de junho, a partir das 9h30
Nacional do Rio de Janeiro (1.130 KHz)
Nacional de Brasília (980 KHz)
Nacional da Amazônia (OC 11.780 KHz e 6.180KHz)
Nacional do Alto Solimões (AM 670kHz / FM 96,1 MHz)

Mais do programa