Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

FenaSaúde explica situação de projeto sobre reajuste para idosos

Segundo Federação, relator do PL desistiu do dispositivo de parcelar o reajuste para quem tem acima de 59 anos

Revista Brasil

No AR em 04/12/2017 - 07:22

O relator do projeto de lei que pretendia mudar a legislação dos planos de saúde no país, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), retirou de seu relatório a possibilidade de parcelar o último reajuste das mensalidades de convênios privados para idosos. A proposta inicial do deputado permitia o parcelamento em até cinco vezes ao longo de duas décadas, do reajuste na faixa dos 59 anos.

Pela legislação vigente, os planos podem reajustar o valor da mensalidade do beneficiário a cada mudança de faixa etária. A última referência se encerra aos 59 anos, quando os planos são autorizados a aumentar em até seis vezes o valor da mensalidade em relação ao valor da parcela da primeira faixa de idade.

Para o relator, a medida visava acabar com a cobrança única que antecede os 60 anos e melhorar a condição de pagamento dos usuários idosos, mas houve repercussão negativa.

Para falar sobre o assunto, o programa Revista Brasil entrevistou o Diretor-Executivo da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), José Cechin. 

Ouça a entrevista completa:

 

Criado em 04/12/2017 - 07:29

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa