Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Lobby de mineradoras está entre causas da tragédia em Mariana, dizem debatedores

Segundo especialistas a flexibilização do código de mineradoras e

O dia 5 de novembro de 2015 vai ficar marcado na história do Brasil por um desastre. Após um abalo sísmico, duas barragens da mineradora Samarco romperam, levando uma onda de lama e rejeitos de minério que devastaram o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), percorram o Rio Doce e já chegaram ao mar, no Espírito Santo.

 

Vinte dias depois, a tragédia que ainda provoca danos irreparáveis foi tema de mesa redonda nas Rádios Nacional e MEC AM. O programa destacou, entre outras questões, a flexibilização do código das mineradoras e o marco regulatório de mineração.

 

Para o geógrafo e professor titular do Instituto de Geociências da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Allaoua Saadi, o que aconteceu em Mariana foi um acidente que chama atenção para um ponto importante: a dependência das contas municipais e estaduais dos recursos vindo da mineração. Com isso, os municípios acabam flexibilizando as normas de fiscalização para autorização de funcionamento. “O poder público deve trabalhar mais e fazer seus órgãos trabalharem mais e com maior competência para que a atividade econômica possa ser desenvolvida sem que se use atitudes imediatistas”, explica.

 

Thiago Alves, membro do departamento da Coordenação Estadual do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), ressaltou que as grandes mineradoras são as responsáveis por boa parte do financiamento de campanhas eleitorais e isso traz prejuízos, principalmente em relação ao código das mineradoras. “Infelizmente estamos em um momento onde o poder econômico tem avançado sob as leis e isso (a situação) pode piorar ainda mais”.

 

Confira outras informações sobre esse desastre ambiental

 

Já o professor do Departamento de Engenharia de Minas da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Hernani Motta, reafirmou que existe um lobby para a flexibilização e para agilização do processo de licenciamento das mineradoras. Para ele essa questão pode ser citada como uma das causas do rompimento das barragens da Samarco. Por isso, ele explica a importância de um Marco Regulatório: “Ele (o Marco) precisa ser votado porque deixou de se ter investimento em mineração, antes da crise já, porque temos uma indefinição política (...) precisamos investir de fato nas agências estaduais de fiscalização, o Estado é omisso nisso aí”.

 

Ainda de acordo com o membro do MAB, a tragédia pode ser usada como lição, ao ensinar que a sociedade precisa estar empoderada e organizada para acompanhar o trabalho das empresas de mineração de perto. Segundo ele, outras barragens da região correm risco de se romper.

 

Tanto o Departamento Nacional de Produção Mineral, do Ministério de Minas e Energia, quanto a Empresa Samarco foram convidados a participar da mesa redonda desta quarta-feira (25), mas não puderam por incompatibilidade de agendas.

 

A Samarco encaminhou uma nota que foi lida no ar pelo apresentado Marco Aurélio, onde afirma que “o foco da empresa neste momento continua sendo o atendimento às pessoas e a mitigação de consequências ao meio ambiente.” A empresa esclarece ainda que de acordo com a recomendação de organizações de meio ambiente a melhor ação foi a de deixar os rejeitos chegarem ao mar “Segundo os especialistas, a diluição do material será muito mais rápida em função do volume de água, ao contrário do que aconteceria se ele ficasse estacionado no estuário”.

 

A tragédia em Mariana foi tema também do programa Espaço Público da TV Brasil, transmitido na última terça-feira (24) e do Bom dia Ministro desta quarta-feira (25). Ambos contaram com a participação da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

 

Assista ao programa da TV Brasil:

<

 

Para ouvir o programa Bom dia Ministro clique aqui



Mesmo com boias de contenção, lama atinge foz do Rio Doce no ES

Ministra do Meio Ambiente reconhece que lama vai causar morte de muitas espécies

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 25/11/2015 - 16:00 e atualizado em 26/11/2015 - 10:08

Mais do programa