Água: rodízio no abastecimento começa na segunda-feira (16) no DF

A crise hídrica no Distrito Federal vem se alongando e se intensificou nesta última seca
Água
Água Pedro França/Agência Senado

O presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), Maurício Luduvice, em entrevista ao Revista Brasília, nesta sexta-feira (13), disse que o veranico no Distrito Federal se tornou longo e extenso, com temperaturas elevadas e isto afetou o nível dos reservatórios, em particular do Descoberto.
 
Ouça a entrevista no player acima.
 
O rodízio será implantado nas cidades abastecidas pelo sistema Rio Descoberto e será composto por um ciclo de seis dias, onde haverá a interrupção do abastecimento por 24 horas, depois por 48 horas, onde a água vai chegando gradualmente e depois 72 horas com o abastecimento normalizado.
 
Luvice diz que o rodízio no abastecimento de água está sendo preparado há muito tempo, mas as medidas vêm sendo aplicadas de forma gradativa. "Já teve a tarifa de contingência, que foi aplicação da Adasa. A gente está fazendo investimentos muito fortes, tanto no aumento da capacidade de produção de água pela empresa, mas também na redução das nossas perdas, substituindo redes", explicou.
 

Produtor
Joana Darc Lima
Revista Brasília
em
13/01/2017 - 12:44
atualizado em
13/01/2017 - 14:24