Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Exploração sexual infantil é recorrente nas embarcações da Amazônia

Juíza paraense acredita que tanto entes públicos quanto cidadãos têm responsabilidade na luta contra esse crime

Tarde Nacional - Amazônia

No AR em 15/03/2017 - 18:28

O Tarde Nacional desta terça-feira (14) falou de uma triste realidade da Amazônia: a exploração sexual infantil. A entrevistada foi a juíza paraense Elinay Almeida Ferreira de Melo, da justiça trabalhista de Belém (PA). "Infelizmente, essa é uma situação frequente, por exemplo, na Ilha do Marajó. Há uma naturalização dessa situação". Por causa de uma sentença da magistrada, ficou proibida a entrada de menores nas embarcações de uma determinada empresa da região. A decisão chegou a ser premiada pelo Conselho Nacional de Justiça.

Confira a entrevista no player acima.

O Tarde Nacional vai ao ar, de segunda a sexta-feira, às 16h, na Rádio Nacional da Amazônia.

Mais do programa