Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Na Trilha da História mostra relação entre as orixás e a mulher atual

Filósofo Renato Noguera ensina como a mitologia iorubá retrata o universo feminino e traça um paralelo entre as orixás e mulher de hoje

Na Trilha da História

No AR em 02/02/2021 - 10:59

Nesta terça-feira, 2 de fevereiro, o Brasil celebra o dia de Iemanjá, a rainha do mar, segundo a tradição iorubá. Para marcar a data, o Na Trilha da História desta semana flerta com a filosofia e transmite o episódio sobre as deusas iorubás, mais conhecidas como orixás, cultuadas em religiões de matriz africana, como o candomblé e a umbanda. O convidado deste programa é o filósofo Renato Noguera, autor do livro “Mulheres e Deusas – como as divindades e os mitos femininos formaram a mulher atual”, lançado pela editora HarperCollins Brasil.

Livro “Mulheres e Deusas – como as divindades e os mitos femininos formaram a mulher atual”, de Renato Noguera

Durante a entrevista, Renato descreve uma série de mitos vindos da tradição oral sobre orixás femininas que revelam como a cultura iorubá enxerga o papel da mulher. Em seguida, faz um paralelo entre as histórias de deusas como Iemanjá e Oxum e o papel da mulher na sociedade contemporânea. Este é o segundo episódio com o filósofo sobre o livro “Mulheres e Deusas”. Em 2018, Renato participou do Na Trilha da História para falar sobre o elo entre as deusas gregas e a mulher contemporânea. Para ouvir, clique aqui.

Estátua de Iemanjá, de autoria de Ioannis Zavoudakis, na praia de Camburi, em Vitória-ES

Trilha Sonora

Todas as músicas deste episódio exaltam a cultura iorubá e os orixás: “A deusa dos orixás” (composição de Romildo e Toninho / interpretação de Clara Nunes); “Deixa a Gira Girar” (composição de Dadinho, Heraldo e Mateus Aleluia / interpretação dos Tincoãs); “Canto de Ossanha” (composição e interpretação de Vinicius de Moraes e Baden Powell); “D'Oxum” (composição de Gerônimo e Vedé Calazans / interpretação de Gal Costa); “Iemanjá rainha de mar” (composição de Pedro Amorim e Sophia de Mello Breyner); “Oxóssi” (composição de Roque Ferreira / interpretação de Mariene de Castro); e “Canto de Oxum” (composição de Toquinho e Vinicius de Moraes / interpretação de Renata Jambeiro, Fabiana Cozza e Nilze Carvalho).

Conheça o Na Trilha da História

 

 

Atenção para mudanças nos horários do programa:

Em razão da crise do coronavírus, as rádios Nacional do Rio e a Nacional da Amazônia estão veiculando uma programação especial. Quando a situação voltar à normalidade, o Na Trilha da História voltará ao horário normal nessas emissoras. Confira a grade de transmissão para esta semana:

Sábado, 11h: Rádio Nacional FM Brasília 96,1 MHz, com reprise na quinta-feira, às 22h;

Sábado, 11h: Rádio Nacional de Brasília AM 980 kHz; com reprise no domingo, às 11h;

Domingo, 11h: Rádio Nacional Rio de Janeiro 1.130kHz;

Sábado, 7h: Rádio MEC do Rio 800kHz, com reprise no domingo, às 7h;

Quinta, 22h: Rádio MEC FM Rio 99,3 MHz;

Sábado, 11h (horário de Brasília): Rádio Nacional da Amazônia 11.780kHz e 6.180kHz em rede com a Rádio Nacional do Alto Solimões AM 670 kHz, FM 96,1 MHz, com reprise no domingo, às 11h.

O Na Trilha da História é apresentado pela jornalista Isabela Azevedo. Sugestões para o programa podem ser enviadas para culturaearte@ebc.com.br. Caso queira receber notícias do programa pelo WhatsApp, envie uma mensagem para (61) 98375-4918.

Os áudios do Na Trilha da História podem ser disponibilizados para retransmissão, sem fins comerciais, por meio da licença Creative Commons CC BY-NC-ND. Esta licença permite que os programas sejam retransmitidos desde que não sejam editados e mantenham o crédito da Rádio Nacional e da Rádio MEC - Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Em caso de interesse, basta enviar um e-mail para culturaearte@ebc.com.br.

 

Criado em 02/02/2021 - 12:13 - Episódio Na Trilha da História - Deusas Iorubás

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa