Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Anvisa orienta adiamento de procedimentos de reprodução assistida

Agência definiu diretrizes para a triagem de pacientes e doadores

Repórter Nacional

No AR em 03/04/2020 - 18:00

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, orientou, nesta sexta-feira, que sejam adiados tratamentos de reprodução humana assistida. A medida é válida até que a epidemia do coronavírus seja controlada.

A Sociedade Brasileira de Reprodução Humana também já havia se manifestado informando quem os médicos devem analisar os casos individuais, uma vez que existem situações especiais onde adiar o tratamento de infertilidade representaria prejuízo nas chances futuras de gestação.

Em casos específicos, como os de pessoas com câncer, o médico e os pacientes devem fazer a análise do risco-benefício da realização do procedimento.

Já a Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida orienta que os ciclos já em andamento devem ser finalizados, com controles estritos dos pacientes e equipes envolvidas e medidas extras de prevenção e segurança nos locais de atendimento.

A Anvisa também definiu diretrizes para a triagem de doadores para procedimentos de reprodução assistida. Para a doação de óvulos, espermatozóides e embriões humanos, o candidato vindo do exterior ou em contato com casos suspeitos do coronavírus, deve ser considerado inapto por 30 dias.

Já os candidatos que forem infectados pela Covid-19 só poderão fazer a doação 90 dias após recuperados da doença.

A Anvisa informa que não serão aceitos os pedidos de importação de células reprodutivas para amostras colhidas após 30 de janeiro de 2020.

Ouça também:

- Número de mortes pelo novo coronavírus no Brasil chega a 359; país tem mais de 9 mil casos confirmados       

- Aplicativo para trabalhadores com direito ao auxílio emergencial de R$ 600 será liberado na próxima terça-feira

- Câmara dos Deputados vota proposta chamada de orçamento de guerra, que cria orçamento exclusivo para ações de combate à Covid-19 

- Comissão da ONU alerta que crise causada pelo coronavírus pode enviar mais de 15 milhões de pessoas para a extrema pobreza na América Latina e Caribe

 

Criado em 03/04/2020 - 18:45

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa