Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Incêndios atingem terras indígenas na Amazônia

Fogo começou no início do mês e já atingiu 76 mil hectares de floresta

O Jornal da Amazônia 2ª edição desta segunda-feira (22)  destaca que incêndios florestais atingem duas áreas protegidas na Amazônia: a Kuarup, no Parque Indígena do Xingu, em Mato Grosso, e a Awá II, na Terra Indígena Arariboia, no Maranhão. Os incêndios começaram no início do mês e juntos já queimaram 76 mil hectares de vegetação, área que corresponde a 76 mil campos de futebol.

 

O problema maior está na terra indígena Arariboia, onde o fogo atingiu mais de 41 mil hectares, aproximadamente 10% da reserva. No local vivem os Awá-Guajá, índios em total isolamento que dependem da floresta preservada para a sua sobrevivência. No ano passado, um incêndio de grandes proporções consumiu mais de 50% dessa área indígena. No Parque do Xingu, cerca de 45 mil hectares foram atingidos por seis frentes de fogo, que somam 62 quilômetros de extensão.

 

Segundo a Coordenadoria Nacional do Prevfogo, a maioria das frentes de fogo está controlada. Apenas uma permanece em combate e as demais, em monitoramento. De acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), as chuvas que atingiram parte das regiões Norte e Centro-Ooeste, nos últimos dias,foram insuficientes para acabar com o fogo.

A tendência é que a massa de ar seco volte a se formar no centro do país, mantendo a umidade baixa até o final de setembro, piorando o cenário.

 

Confira ainda na edição desta segunda-feira (22): O técnico Tite convocou hoje a equipe brasileira para as próximas partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo Rússia 2018; Começa hoje e vai até a próxima sexta-feira, no Pará,  a 2ª Semana de Enfrentamento aos Acidentes de Motor com Escalpelamento

 

 



Criado em 22/08/2016 - 17:32 e atualizado em 22/08/2016 - 14:33

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique