Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Gestão privada do parque da cidade não vai onerar o cidadão, explica secretário

São 33 propostas para passar para a iniciativa privada a gestão do

Governo do Distrito Federal pretende passar para a iniciativa privada a gestão de espaços públicos como Zoológico, Torre de TV, Centro de Convenções e Parque da Cidade. Para isso, o governo recebeu 33 propostas de empresas interessadas na gestão desses espaços. Sobre o assunto, o Revista Brasília entrevistou o secretário de Economia, Desenvolvimento Sustentável e Turismo do Distrito Federal, Arthur Bernardes.

 

O secretário ressalta que nesse processo de concessão o governo definiu três pilares: o primeiro é não onerar o cidadão, o segundo é garantir a melhoria de serviços públicos e o terceiro garantir investimentos.

 

Segundo o secretário, a medida visa a melhoria da qualidade dos serviços prestados à população e investimentos para o DF. Estudo indica que alguns equipamentos e espaços públicos no DF estavam onerando demais o governo local, como por exemplo o Parque da Cidade. Relata ainda que existem atualmente 47 permissionários que arrecadam para os cofres públicos R$ 47 mil, mas o custo de manutenção do parque é de R$ 600 mil.

 

De acordo com Arthur Bernardes a solução é disponibilizar para o setor privado a possibilidade de ajudar o governo na administração do parque, permitindo a exploração comercial. "Ele fará a exploração comercial do parque, que já existe inclusive, e em contrapartida cuida do espaço, trazendo mais investimentos. Este mesmo raciocínio se utiliza para demais equipamentos e espaços públicos", explica.

 

Confira esta entrevista na íntegra ao Revista Brasilia, com Miguelzinho Martins, na Rádio Nacional de Brasília.



Turistas e frequentadores terão mais segurança no Parque da Cidade

Criado em 26/01/2016 - 16:49 e atualizado em 26/01/2016 - 14:49

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique