Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

25 de maio - Dia Nacional da Adoção

Usando a hastag #AdotarÉAmor, campanha ressalta a importância do processo de adoção e seus benefícios para a sociedade.

Revista Rio

No AR em 26/05/2020 - 00:54

Em entrevista ao âncora Dylan Araujo, nesta segunda-feira (25), Ana Davini, jornalista e escritora, refletiu sobre a questão da adoção no Brasil, marcando o Dia Nacional da Adoção. Segundo informações da Agência Brasil, citando o Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), das 33.840 crianças e adolescentes em abrigos no país, 5.059 estão aptos à adoção, sendo que 2.726 já iniciaram o processo. Do outro lado, o cadastro tem 36.437 candidatos interessados em adotar uma criança, mas, apesar disso, segundo o CNJ , 83% delas têm acima de 10 anos e apenas 2,7% dos pretendentes aceitam adotar uma criança acima dessa idade.

Ana Davini escreveu o livro "Te Amo Até a Lua", lançado em 2016, que fez um estudo sobre o assunto, mostrando que, pelo menos desde 2011, o perfil de preferência dos pretendentes começou a abir. "Hoje, a gente sabe que todas as (crianças) menores de dez anos, que estão em abrigo, poderiam ser facilmente adotadas porque existem pretendentes suficientes para elas", revela Ana Davini. No livro, ela busca explicar as razões para a demora dos processos de adoção e para tantos jovens crescerem em abrigos. A publicação também mostra o passo a passo dos processos legais de adoção, abordando também assuntos como a barriga de aluguel e os procedimentos de reprodução humana, entre outros assuntos.

Em tempos de pandemia, o contato dos pretendentes com as crianças fica prejudicado, assim como o andamento da fila de adoção. Por outro lado, segundo a jornalista, alguns processos foram agilizados e, além disso, as filas continuam abertas, com o ingresso aos processos de adoção disponíveis para novas inscrições.

Siga a campanha #adotaréamor e ouça a entrevista na íntegra clicando no player!

 

 

Criado em 26/05/2020 - 02:06

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa