Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Fundador do fã-clube da Marlene é ouvinte da rádio há mais de 70 anos

Garoto do rádio desde os 8 anos, Ciro Gallo fala sobre sua monografia "A Rádio Nacional na Cultura de Massas e do Consumo" que deve virar livro em breve

Sintonia Nacional

No AR em 10/09/2021 - 19:10

Em entrevista no Sintonia Nacional desta quarta-feira (8), Ciro Gallo, sociólogo, fundador e presidente do fã-clube da cantora Marlene, falou sobre sua relação com a Rádio Nacional do Rio de Janeiro, que começou quando ele tinha 8 anos de idade, e sobre a monografia que escreveu, "A Rádio Nacional na Cultura de Massas e do Consumo", apresentada ao curso de Pós-Graduação em Cultura do Consumo, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), em 2017.

Ciro conta, na entrevista, sua relação com a Rádio Nacional do Rio de Janeiro, e como esse envolvimento com o rádio o levou a estudar esse meio de comunicação. "Na minha infância, recebi de presente do meu pai um receptor de rádio Philco, que passou a me entreter e significar o meu companheiro de todas as horas", lembra ele. Ciro começou a ouvir a Nacional a partir de 1952, "e até hoje povoa os meus sonhos", revela ele durante a conversa. 

A ideia foi associar a cultura de massas e do consumo à Rádio Nacional e transformar o trabalho em livro no ano que vem. Na conversa com Glaucia Araujo, Ciro adianta mais sobre a escolha do tema, considerando o seu envolvimento com o universo do rádio. Ele, que desde criança era o tipo de ouvinte que escrevia para seus artistas preferidos, solicitando fotos autografadas. Passou a frequentar o auditório da emissora aos 10 anos, em 1954, no auge da era do rádio, nos programas de Manoel Barcelos e César de Alencar.

"Participava de quadros como 'A fita do empurrão', 'A dança das cadeiras', 'Entrevista ao ídolo', etc", relembra Ciro Gallo.

Ainda na entrevista, ele conta como começou seu envolvimento com a cantora Marlene, a partir de uma carta escrita por sua mãe, em 1952, que foi respondida por ela. Depois, ele se tornou amigo e chegou a trabalhar com Marlene. Ao longo do papo ele fala sobre a rivalidade entre as cantoras Marlene e Emilinha Borba, entre outras curiosidades da emissora. 

Ouça a entrevista na íntegra clicando no player acima. 

Criado em 10/09/2021 - 20:23

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa