Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Compra de aspiradores de pó aumentou 800% na pandemia

Comportamento tem relação com o impacto do isolamento social na rotina dos consumidores

Tarde Nacional

No AR em 11/08/2020 - 17:52

A pandemia de covid-19 gerou diversas transformações na rotina dos brasileiros e mudou o comportamento do consumidor. A grande procura por produtos eletrônicos, artigos de saúde e higiene revelam que os novos hábitos de consumo poderão ser mantidos mesmo com o fim do distanciamento social.

Segundo Roberta Campos, especialista em comportamento do consumidor do Instituto Coppead de Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppead/UFRJ), os brasileiros estão comprando mais artigos de casa na tentativa de transformar o lar em um lugar multifuncional e menos entediante durante a quarentena.

Ouça no player abaixo:


“A casa virou um espaço completamente reinventado, então a gente vê por um lado uma redução de consumos relacionados a atividades externas, mas muito crescimento de consumo para equipar a casa com mais produtos digitais com computador, celular, televisão e videogame, além das máscaras e álcool em gel”, afirmou.

 

Entre as mudanças no consumo, os eletrodomésticos também não ficam para trás. Agora que os brasileiros têm mais tempo para estar em casa, a procura por itens de limpeza, conforto e decoração também aumentou.

“Teve um crescimento de venda de aspirador de pó em 800%. O brasileiro está entendendo que pode usar os eletrodomésticos porque a gente está mais dentro de casa, estamos olhando mais a nossa casa, a parede que está precisando pintar, aquele papel de parede descascado... Muitas pessoas estão redescobrindo coisas dentro de casa, cuidando e limpando”, explicou.

A especialista em comportamento do consumidor também ressaltou que os brasileiros estão sendo mais revolucionários, isto é, aprendendo a usar novos aplicativos e plataformas que antes dependiam da ajuda de outro profissional.

“A gente está sendo revolucionário. Muita gente que não tinha usado um aplicativo pra entrar no banco, pessoas mais velhas que não tinham esse hábito estão tendo que botar o óculos, ler e dar o seu jeito. Muitas pessoas estão vendo que é possível se virar sozinho, que não é tão complicado. A gente mudou a nossa capacidade e estamos adquirindo novas competências”, ressaltou.

 

Criado em 11/08/2020 - 17:55

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa