Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Com cerca de 170 mil acupunturistas, prática está restrita a 400 municípios no Brasil

Sem escolas técnicas no país, vice-presidente da Federação dos Acupunturistas do Brasil acredita que a prática não deve se restringir só a classe médica

Tarde Nacional

No AR em 08/10/2020 - 14:40

A acupuntura é uma técnica milenar que integra a medicina tradicional chinesa. Sua aplicação traz benefícios cada vez mais reconhecidos para a prevenção, o tratamento e a promoção da saúde. O Tarde Nacional desta quinta-feira (8) conversou com o presidente do Conselho Regional de Autorregulamentação da Acupuntura do Estado de Minas Gerais (CRAEMG) e vice-presidente da Federação dos Acupunturistas do Brasil (FENAB), Dr. Alexander da Silveira Assunção, sobre o exercício, a regulamentação e a inserção da acupuntura no Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo Alexander, "a acupuntura remonta a 5 mil anos de idade e é um modelo totalmente empírico, tradicionalmente; e que através da observação trouxe para a humanidade uma forma de tratamento integral, de modo que o ser humano é enxergado de uma forma totalmente integrada, em que uma parte reflete o todo e o todo está contido nessa parte". Ele explica que o  diagnóstico em medicina tradicional chinesa leva mais em conta os sintomas que determinariam padrões de desarmonia, e menciona ainda que no início a acupuntura era praticada com lascas de rocha, espinhas de peixes e farpas de bambu.

O profissional da acupuntura afirma que a prática está voltada muito para a prevenção de doenças. A indicação, inicialmente, é profilática. Mas aqui no Brasil, as pessoas só procuram a acupuntura quando elas percebem algum tipo de desordem. A Organização Mundial de Saúde (OMS) vem trazendo aos países signatários a obrigatoriedade da implantação das práticas integrativas complementares, em específico no caso da acupuntura, no SUS. 

Mas quem pode exercer a acupuntura? Você sabia que na China, a acupuntura é uma formação acadêmica de cinco anos? Acompanhe a entrevista completa, no player acima. 

Tarde Nacional vai ao ar de segunda a sexta-feira, no horário de 15h às 17h, pela Rádio Nacional de Brasília.

Criado em 08/10/2020 - 16:56 e atualizado em 08/10/2020 - 16:40

Mais do programa