Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Regime de home office afeta humor de 45,6% dos que trabalham a distância

Ouça a entrevista com Alberto José Ogata, pesquisador do FGV Saúde

Tarde Nacional

No AR em 15/10/2020 - 15:51

Segundo estudo da Fudação Getúlio Vargas (FGV), 45,6% dos trabalhadores em regime home office tem estado de humor afetado pela pandemia. Sobre esse assunto, o Tarde Nacional conversou com Alberto José Ogata, pesquisador do FGV Saúde e autor do estudo.

"O que percebemos é que mais de 80% das pessoas que começaram a trabalhar em casa o fizeram não porque queriam, mas porque a quarentena as obrigou a trabalhar em casa", explica Alberto. "Sem nenhum preparo, as empresas não ofereceram nenhum equipamento, não avaliaram seu espaço no trabalho, simplesmente os colocou trabalhando em casa" Segundo ele, as consequências foram dores nas costas, no pescoço, problemas de sono, enxaqueca ou alterações do humor. "O que se observou é que muitos tinham esses sintomas, quando a percepção da qualidade de vida estava ruim", relata. 

Esse é o segundo relatório feito pelo Centro de Estudos em Planejamento e Gestão de Saúde da FGV EAESP (FGV Saúde), em parceria com o Institute of Employment Studies (IES), do Reino Unido, para avaliar os impactos do trabalho remoto na saúde e bem-estar dos brasileiros durante a pandemia.

Ouça a entrevista na íntegra:

Tarde Nacional vai ao ar de segunda a sexta-feira, no horário de 15h às 17h, pela Rádio Nacional de Brasília.

 

 

Criado em 15/10/2020 - 19:25

Mais do programa