Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Conheça o significado de "Carmina Burana", no Caderno de Música

O Caderno de Música explica qual a relação entre a cantata Carmina Burana, de Carl Orff, e as obras de mesmo nome do período medieval.

Caderno de Música

No AR em 13/01/2018 - 11:45

O Caderno de Música deste sábado (13) responde à pergunta do ouvinte Francisco, morador da Barra da Tijuca, do Rio de Janeiro, que quer saber qual a relação entre a cantata Carmina Burana, de Carl Off, e o conjunto de obras de mesmo nome do período medieval.

O nome “Carmina Burana”, vem do latim e quer dizer “Canções de Benediktbeuern”. Em 1847, nesta cidade alemã, o estudioso de dialetos Johann Andreas Schmeller encontrou e publicou este manuscrito composto por 254 poemas e textos dos séculos XI, XII e XIII. Foi o próprio Schmeller quem deu o nome de “Carmina Burana”.

Estes textos que compõem o manuscrito “Carmina Burana" tratavam-se de poesias de caráter profano escritas por diferentes poetas, com culturas e ideologias diversas e, por isso, os seus estilos são bastante diversificados. Encontramos textos picantes, satíricos, irreverentes, e podem falar sobre diversos temas da vida, como amor, sexo, bebidas, prazeres, críticas ao clero, entre outros. Essas peças eram escritas em latim medieval, alternados com trechos em francês provençal, médio–alto-alemão e até macarrônicas, numa mistura de latim vernáculo com alemão ou francês. 

Em 1936, o compositor alemão Carl Orff pegou cerca de 20 dos 254 poemas de Carmina Burana e os musicou de forma totalmente nova, embora imitasse algumas características musicais típicas do período medieval, como o canto gregoriano e os intervalos de quinta justa. 

Ouça alguns trechos de Carmina Burana, no Caderno de Música. Todo sábado, às 11h45, na MEC FM.

Tags:  Carl Off

Mais do programa