Mulheres acumulam funções e recebem menos, afirma especialista

Além da violência e trabalhos domésticos, os salários desiguais com relação aos homens, também preocupa, diz coordenadora da Proteste.
em conta na semana da  mulher
em conta na semana da mulher Marcos Santos / USP Imagens

As mulheres têm conquistado mais espaço no mercado de trabalho e na política. Porém, ainda é necessário discutir a violência que atinge todas as camadas sociais. O Programa Em Conta desta quinta-feira (9) recebe a coordenadora Institucional da Proteste — Associação de Consumidores, Maria Inês Dolci, que comenta o papel da mulher em casa e no campo profissional.
 
“A dupla jornada começa aos poucos, principalmente na nova geração, a ter uma distribuição melhor. Percebe-se que isso vem mudando, culturalmente. Os homens hoje já enxergam a necessidade de ajudar no lar. Distribuindo as tarefas”, afirma Maria Inês Dolci, que completa: “Agora, existe muita desigualdade de salário, mesmo que desempenhem o mesmo cargo ou funções, conhecido como “preconceito de gênero”. 
 
Nesta sexta-feira (10),  O Em conta fala da situação da "mulher na contabilidade", em um ambiente em que a presença feminina aumenta cada vez mais. A conversa será com a vice-presidente do Conselho Federal de Contabilidade, Lucilene Viana.
 
A produção-executiva desta série especial, até sexta-feira (10), é de Cleide de Oliveira, com edição final e apresentação de Eduardo Mamcasz. O Em Conta - a economia que você entende é apresentado, de segunda a sexta, ao vivo, nas rádios Nacional da Amazônia e Nacional do Alto Solimões, a partir de 12h40m, no horário de Brasília. Pode ser retransmitido por outras rádios interessadas.
 

Produtor
Cleide de Oliveira
Em Conta
em
09/03/2017 - 08:59
atualizado em
10/03/2017 - 11:37