Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Pesquisa da USP revela que malária pode causar microcefalia em bebês

Estudo foi feito com gestantes do Acre, estado com alto índice de malária

Repórter Amazônia

No AR em 23/11/2018 - 18:30

Durante dois anos, pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) acompanharam cerca de 600 gestantes infectadas com malária, que eram atendidas pela maternidade de Cruzeiro do Sul, na região do Alto Juruá, no Acre – área de grande incidência da doença.

O estudo aponta que as gestantes infectadas com malária possuem maior risco de terem filhos com microcefalia. A doença também está diretamente relacionada à anemia materna, risco de aborto, restrição no crescimento intrauterino, parto prematuro e baixo peso no nascimento.

Segundo o pesquisador Claudio Marinho, coordenador do trabalho, a microcefalia estava associada a outras infecções durante a gestação, como o vírus da zika. Apesar do estudo apontar perímetro cefálico reduzido nos bebês de grávidas infectadas por malária, em alguns meses, elas podem ter o quadro revertido e ter o tamanho do crânio normalizado, explica Marinho.

O pesquisador Claudio Marinho destaca que novos estudos precisam ser realizados para verificar o desenvolvimento dessas crianças. A pesquisa também reforça a necessidade de acompanhamento das gestantes.

A Amazônia concentra mais de 99% dos casos de malária do Brasil. Entre janeiro e setembro deste ano, cerca 140 mil casos foram registrados no país.


 

Também são destaques do Repórter Amazônia desta sexta-feira (23):

-Após avaliação médica, cirurgia de Jair Bolsonaro é adiada

-Imazon registra queda no desmatamento na Amazônia em outubro

-Em Roraima, operação expulsa quase dois mil garimpeiros de terra indígena

-No dia da Black Friday, Procons fazem plantão para atender consumidores

Criado em 23/11/2018 - 19:45

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa