Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Estados da Amazônia registram aumento no número de focos de incêndio

Alguns cuidados podem evitar as queimadas, que são comuns nesta época do ano na região

Repórter Nacional - Amazônia

No AR em 12/08/2019 - 10:07

Boa parte dos moradores da Amazônia enfrenta calor e seca atualmente. É o verão amazônico que atinge os estados localizados ao sul da região entre os meses de julho e outubro.

E é exatamente neste período que aumenta a incidência de queimadas.

Em Rio Branco, no Acre, já são pouco mais de 1.400 incêndios ambientais. Os dados se referem aos 7 primeiros meses deste ano, mas de acordo com o Corpo de Bombeiros do estado, cerca de 90% dos casos aconteceram entre junho e o começo deste mês.

Situação semelhante no Amazonas. De janeiro a julho deste ano foram registrados quase 1.700 focos de calor; grande parte deles no projeto de Assentamento do Juma e em 8 unidades de conservação federais.

Em Rondônia são pouco mais de 2.500 focos de queimada.

A estiagem também atinge o Tocantins. No acumulado dos sete meses de 2019 são mais de 4.700 focos.

Entre as recomendações para evitar as queimadas estão: não atear fogo em área de roçado sem a devida autorização de órgão ambiental; não usar fogo como agente de limpeza; inclusive para renovar pastagem; e não lançar bituca de cigarro próximo à vegetação.

As orientações incluem ainda não soltar balões, pois além de perigoso é crime. Também é preciso ter cuidado ao acender fogueiras. O ideal é procurar um local sem vegetação e próximo ao rio.

Provocar incêndio ambiental é crime. Ao avistar um foco de queimada, a primeira coisa que o cidadão deve fazer é ligar para os Bombeiros. No caso de avistar quem colocou o fogo, a recomendação é tentar verificar características que identifiquem o autor para repassar as informações para as autoridades.

Ouça o Repórter Nacional - Amazônia (7h30) desta segunda-feira (12):

 

 

Tags:  queimadas

Criado em 12/08/2019 - 10:14

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Mais do programa